>A DIFERENÇA ENTRE PASTORES E LOBOS.




































Jesus Cristo :
Leão da Tribo de Judá.
Maravilhoso, Conselheiro,
Deus Forte, Pai da Eternidade
e Principe da Paz!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

O que significa que Jesus morreu pelos nossos pecados?"


Em termos simples, sem a morte de Jesus na cruz pelos nossos pecados,
ninguém teria a vida eterna. Jesus mesmo disse: "Eu sou o caminho,
e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim"
(João 14:6).
Nesta declaração, Jesus declara a razão de seu nascimento, morte e ressurreição
- para fornecer o caminho ao céu para a humanidade pecadora, a qual nunca poderia
chegar lá por conta própria.
Quando Deus criou Adão e Eva, eles eram perfeitos em todos os sentidos e viviam
em um paraíso virtual, o Jardim do Éden (Gênesis 2:15). Deus criou o
homem à sua imagem, o que significa que também tinha a liberdade para tomar
decisões e fazer escolhas de sua própria vontade.
Gênesis 3 passa então a descrever como Adão e Eva sucumbiram às tentações
e mentiras de Satanás. Ao fazer isso, eles desobedeceram à vontade de Deus
ao comerem da árvore do conhecimento da qual lhes tinha sido proibido comer:
"E o Senhor Deus ordenou ao homem: ‘Coma livremente de qualquer árvore do jardim,
mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer,
certamente você morrerá’" (Gênesis 2:16-17). Este foi o primeiro pecado cometido
pelo homem e, como resultado, toda a humanidade está sujeita à morte tanto
física quanto eterna em virtude de nossa natureza pecaminosa herdada de Adão.
Deus declarou que todos os que pecam morrerão, tanto fisicamente quanto espiritualmente.
Este é o destino de toda a humanidade. Entretanto, Deus, em sua graça e misericórdia,
providenciou uma saída para esse dilema, o sangue derramado de seu Filho perfeito na cruz.

Deus declarou que "sem derramamento de sangue não há perdão"
(Hebreus 9:22),
mas através do derramamento de sangue, a redenção é fornecida.
A Lei de Moisés (Êxodo 20:2-17) providenciou uma maneira para as pessoas serem
consideradas "sem pecado" ou "retas" aos olhos de Deus -- a oferta de animais
sacrificados pelo pecado. Estes sacrifícios eram apenas temporários, porém, e
eram apenas um prenúncio do perfeito e definitivo sacrifício de Cristo na cruz.
(Hebreus 10:10).
É por isso que Jesus veio e morreu, para se tornar o definitivo sacrifício final,
o sacrifício perfeito por nossos pecados
(Colossenses 1:22, 1 Pedro 1:19).
Por meio dele, a promessa de vida eterna com Deus torna-se efetiva por meio da
fé para aqueles que acreditam em Jesus: "a fim de que a promessa, que é pela
fé em Jesus Cristo, fosse dada aos que creem".
(Gálatas 3:22) .

Estas duas palavras, "fé" e "crer", são críticas para a nossa salvação.
É através da nossa fé no sangue derramado de Cristo pelos nossos pecados
que recebemos a vida eterna. "Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé,
e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie"
(Efésios 2:8-9).
Fonte: GotQuestion.

Estatística

Obrigado por participar do nosso Blog!!Deus te abençoe!!

Google+ Followers

Jesus Ama Você!!



Ensina-me, Senhor, o teu caminho,
e andarei na tua verdade;
une o meu coração ao temor do teu nome.
=Salmos 86:11=





GOSTOU DO BLOG?ENTÃO FIQUE A VONTADE PARA CURTIR ,COMENTAR E COMPARTILHAR!!

ACORDE POVO DE DEUS!!



Reflita:
Lembra-te, pois, de onde caíste,
e arrepende-te, e pratica as primeiras obras;
quando não, brevemente a ti virei,
e tirarei do seu lugar o teu castiçal,
se não te arrependeres.
= Apocalipse 2:5=





o pastor e o lobo.

Pastores buscam o bem das ovelhas; lobos buscam os bens das ovelhas.
Pastores vivem à luz da cruz; lobos vivem debaixo dos holofotes.
Pastores têm fraquezas; lobos são poderosos.
Pastores são ensináveis; lobos são donos da verdade.
Pastores têm amigos; lobo tem admiradores.
Pastores vivem de salários; lobos enriquecem.
Pastores vivem para suas ovelhas; lobos se abastecem
das suas ovelhas.
Pastores apontam para CRISTO; lobos apontam para si mesmo
e para igrejas deles.
Pastores são humanos, são reais; lobos são personagens religiosos
caricatos.
Pastores ajudam as ovelhas a se tornarem adultas; lobos perpetuam
a infantilização das ovelhas.
Pastores são simples e comuns; lobos são vaidosos e especiais.
Pastores quando contrariados silenciam, aquietam; lobos rosnam e
tornam-se agressivos.
Pastores se deixam conhecer; lobos se distanciam e ninguém chega perto.
Pastores alimentam as ovelhas; lobos se alimentam das ovelhas.
Pastores lidam com a complexidade da vida sem respostas prontas, lobos
lidam com técnicas pragmáticas com jargão religioso.
Pastores vivem uma fé encarnada; lobos vivem uma fé espiritualizada.
Pastores se comprometem com o projeto do REINO; lobos têm projetos e
reservas pessoais.
Pastores são transparentes; lobos têm agendas secretas.
Pastores dirigem igrejas-comunidades; lobos dirigem igrejas-empresas lucrativas.
Pastores pastoreiam as ovelhas, lobos seduzem as ovelhas.
Pastores buscam a discrição, lobos se auto-promovem.
Pastores se interessam pelo crescimento das ovelhas; lobos se interessam
pelo crescimento das ofertas.
Pastores ajudam as ovelhas a seguir livremente a CRISTO; lobos geram
ovelhas dependentes e seguidoras deles.
Pastores criam vínculo de amizade; lobos aprisionam em vínculo de dependência.
E então, quem está cuidando de sua igreja, é o PASTOR ou o LOBO?
....











Sou Cristã...apaixonada por Jesus...não sou idólatra!!




=" SIGAM-ME NO TWITTER.OBRIGADO!

Google+ Badge

Postagens populares

Pesquisar este blog

ROLAGEM.